Veja mais notícias

“Nuvem” da Microsoft chega ao Brasil

07 Comentários

A Microsoft Brasil anunciou na segunda-feira (12/04) a disponibilidade no mercado brasileiro do Windows Azure, plataforma de serviços na nuvem projetada para hospedar serviços e aplicações Web, e do BPOS – Business Productivity Online Suite, um conjunto de soluções de colaboração e mensagens na nuvem oferecido como serviço. As duas soluções, hospedadas nos datacenters da companhia, complementam a estratégia de computação na nuvem da Microsoft.

Windows Azure

Para a Microsoft a computação na nuvem chega para aumentar as opções do usuário. É o que a companhia chama de Software + Serviços, ou seja, não se abandona totalmente os programas que rodam localmente na máquina. A nuvem é usada em aplicações específicas e também para complementar as aplicações locais. O mais importante é que tudo funciona de forma transparente para o usuário. Assim, se a pessoa está usando um notebook, um smartphone ou uma estação de trabalho poderá estar usando a nuvem muito ou pouco, dependendo da tarefa a ser executada.

BPOS – O BPOS é formado pelo Exchange Online, SharePoint Online, Office Live Meeting e Office Communications Online. Estes serviços na nuvem foram projetados para fornecer as empresas de todos os tamanhos comunicação com alta disponibilidade, segurança e gerenciamento simplificado de TI. A solução estava em fase de testes no mercado brasileiro desde novembro de 2009.

Ficamos surpresos com a receptividade do mercado corporativo ao BPOS. Durante o período de testes cerca de 2.000 empresas brasileiras experimentaram o produto. Já temos também mais de 130 parceiros locais preparados para comercializar a solução. Uma das grandes vantagens do produto é permitir a adoção pelas empresas de modelos híbridos, com a opção de manter parte dos dados nos servidores internos e com a hospedagem do restante na nuvem”, afirma Eduardo Campos de Oliveira, gerente de Marketing e Negócios da Divisão de Produtividade e Colaboração da Microsoft Brasil.

O Business Productivity Online Suite é a única solução baseada em nuvem totalmente preparada para negócios globais. Os clientes podem escolher a partir de uma gama de soluções do Microsoft Online Service, com a disponibilidade da suíte completa a partir de US$ 10 (+ impostos) por usuário mês. O pagamento do serviço será cobrado de acordo com o número de usuários e pode ser até usando um simples cartão de crédito.

Windows Azure – O Microsoft Windows Azure é uma plataforma para serviços na nuvem que é utilizado para o desenvolvimento, o armazenamento e o gerenciamento dos serviços dentro do ambiente da plataforma Azure. A plataforma é flexível e pode ser utilizada para construir novas aplicações para rodar na nuvem ou para melhorar programas já existentes. A arquitetura aberta permite que os desenvolvedores tenham a opção de construir aplicações na web, conectar aparelhos, PCs, servidores ou soluções híbridas. A solução é composta basicamente pelo Windows Azure, sistema operacional na nuvem e o SQL Azure, banco de dados relacional, também executado na nuvem.

Preços da plataforma Windows Azure

O preço do Windows Azure é baseado na medição do consumo de serviços usados conforme o crescimento. O consumo é calculado por medidores de computação (por hora de serviço); medidores de armazenamento (por GB/DB armazenados); medidores de largura de banda (por GB transferidos) e medidores de transações (por usuários/transações) (ver detalhes na figura). Empresas de todos os tamanhos podem adquirir o Windows Azure com a rede de parceiros da Microsoft ou no site. O pagamento também pode ser feito por cartão de crédito.

De acordo com Antonio Moraes, gerente geral de Servidores da Microsoft Brasil, o Windows Azure já está disponível em 41 países e milhares de desenvolvedores no mundo já estão trabalhando com a plataforma. “No Brasil, diversos clientes e parceiros testaram o produto nos últimos meses. Entre os benefícios da solução está a vantagem de reduzir o investimento em equipamentos de hardware. As empresas podem consumir os recursos de computação que elas precisam, sem precisar investir em aquisição e configuração de infra-estrutura que talvez não utilizem em momento de ociosidade ou de baixa demanda”, conclui o executivo.

sobre o autor
"Engenheiro Eletrônico e Mestre em Ciências pelo Instituto Militar de Engenharia (IME). Em 1994 começou a escrever a coluna Solucionática no Jornal do Brasil e colaborar também com outras publicações. Foi consultor e comentarista do programa de TV Hipermídia (GNT-Net). Ex-professor do IME e da PUC-RJ, hoje é professor da UEM (Universidade Estadual de Maringá) onde está cursando Doutorado em Engenharia. Na Internet, além de fundador do Guia do PC (www.guiadopc.com.br), foi colunista do TCInet (Editora Abril), ForumPCs e do portal Terra. Atualmente é editor chefe do Guia do PC e colunista dos jornais O Globo (RJ) e Hoje em Dia (MG)."
  • Pingback: Rubens Baumgratz

  • Pingback: Guia do PC

  • Pingback: Weinne Santos

  • Pingback: Thiago Wierman

  • Fernando

    Nosso país não tem infra estrutura para este tipo de serviço

    Banda larga no nosso país é cara e instável, reservada apenas para um nicho de clientes bem dotado$$$ de dinheiro e que tem condições para pagar um link dedicado, ou que mora em regiões previligiadas onde o dinheiro dos burgueses valem mais

    Pra não dizer de usuários como eu, que em uma cidade de 500.000 habitantes, situada entre duas metrópoles, não tem disponibilidade técnica do lixo speedy e do net virtua

    Ainda bem que tem o Vivo Zap (mas é caro)

    Cloud Computing = piada no Brasil, feita somente para japoneses, europeus e americanos

    Usando Google Chrome 5.0.365.0 Google Chrome 5.0.365.0 em GNU/Linux GNU/Linux
  • Ramires

    Crianças, crianças…

    Vai estudar e entender o que é BPOS, Cloud e Azure, depois faz um comentário cretino desse ai amigo.

    Usando Internet Explorer 8.0 Internet Explorer 8.0 em Windows 7 Windows 7
    • Fernando

      BPOS, Cloud e Azure são serviços que necessitam de uma conexão decente, coisa que no Brasil é para poucos.

      E não há nada de cretino em proclamar esta verdade.

      Seu post só revelou facetas negativas em seu caráter: falta de educação, precipitação e crítica sem exposição de fundamentos

      Usando Google Chrome 5.0.382.0 Google Chrome 5.0.382.0 em GNU/Linux GNU/Linux