Browse By

Vamos falar sobre SEO?

Todos aqueles que possuem um site desejam que seu nome apareça nas primeiras colocações nos mecanismos de busca, uma tarefa que não é muito fácil. Existem basicamente dois jeitos do seu site figure nos primeiros resultados: pagando para que seu anúncio apareça nas buscas ou por merecimento, fazendo com que o buscador encontre relevância no conteúdo publicado. Porém, existem regras e maneiras de fazer com que o conteúdo do site seja relevante para esses mecanismos e que seu site possa fazer sucesso sem a necessidade de pagar por anúncios.

O SEO, do inglês Search Engine Optimization ou Otimização para Ferramentas de Busca são um conjunto de regras e técnicas que fazem com que o seu site possa aparecer nas buscar orgânicas, como são chamadas as pesquisas realizadas por pessoas no dia-a-dia. Por exemplo, preciso de um restaurante em São Paulo, que sirva comida chinesa, ao buscar o termo “Comida Chinesa São Paulo” o buscador irá retornar páginas e mais páginas, o usuário provavelmente irá encontrar o que deseja logo nos primeiros resultados ou páginas de busca. O Google por exemplo mostra alguns anúncios pagos (sinalizados) e depois os melhores posicionados, se o seu site aparece na terceira ou quarta página a chance de ser visitado diminui e fica ainda menor dependendo da quantidade de páginas de resultados. Portanto, é necessário fazer com que o seu site apareça entre os primeiros.

Algumas regras de SEO podem ser facilmente seguidas e configuradas, como por exemplo o uso de palavras-chaves. A maioria das ferramentas de gerenciamento de conteúdo permitem que sejam adicionadas sem problemas. Já para os desenvolvedores esta tarefa requer algumas linhas de programação, adicionando ao cabeçalho do HTML as Meta Tags responsáveis pelas keywords. É uma regra básica porém bem concorrida, fazendo com que seu site dificilmente possa ser melhor ranqueado por esta, porém é necessário configurá-la, além disso, o conteúdo do seu site deve contê-las. O título das páginas é outra regra como a de palavras-chave, básica porém útil, sendo que cada página deverá conter seu título. A descrição é outra básica mas importante. Essas duas determinam como os Links de Resultados serão mostrados ao usuário.

Assim como as duas regras anteriores, deve se verificar todos os títulos (titles e alt) das imagens disponibilizadas no seu site, vale lembrar que os buscadores são cegos neste ponto e não consegue saber o que existe nas imagens mostradas. Essas técnicas ajudam não só as ferramentas de busca, assim como os deficientes visuais a saber o que significam as figuras disponíveis.

Manter seu site com URLs (endereços) amigáveis para o usuário acabam o tornando também amigáveis aos buscadores. Deve se utilizar palavras curtas e simples para se definir os links. Um exemplo de URL amigável é http://globoesporte.globo.com/rs/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/26-05-2016/internacional-sport/ , um link que leva a uma notícia do site G1. Note que lendo a URL você já consegue imaginar qual o conteúdo da notícia.

Outra técnica é utilizar arquivos para sitemaps e robots.txt. Esses arquivos mostram ao buscador como é a estrutura do seu site e os leia de forma correta. Caso não possua conhecimento, existem diversas ferramentas que geram esses arquivos.

A Geolocalização também é importante, inserir endereços de localização ajudam os mecanismos a saber onde sua empresa se encontra, uma informação bem relevante para quem busca por empresas em determinados locais.

A usabilidade mesmo não ligada ao SEO define as taxas de rejeição do seu site, se este é rejeitado certamente não conseguirá ter sucesso.

Por fim, a qualidade do código é essencial. Atualmente foram introduzidas novas TAGs no HTML 5 para ajudar na semântica e fazer com que os sites fiquem ainda mais compreensíveis pelos buscadores. A W3C (Word Wide Web Consotium) possui uma ferramenta online de validação de código, que pode ajudar ao desenvolvedor corrigir falhas de maneira fácil.

Figura 1. Busca pelo Termo Wix no Google

Figura 1. Busca pelo Termo Wix no Google

No exemplo acima, buscamos por “site gratuito”. O primeiro resultado é um anuncio pago, sinalizado. O próximo é um resultado orgânico. Os dois apontam para o mesmo site, porém para páginas diferentes e o modo como são apresentados ao usuário são diferentes. O título da página aparece como link e a descrição logo abaixo, mostrando a importância da configuração dessas regras, afinal, ninguém vai clicar em um link que não seja claro.

Porém, essas regras simples não vão fazer com que seu site tenha sucesso. Segundo o próprio Google, o conteúdo relevante tem maior valor. E como fazer um conteúdo relevante? Deixando o site claro para o usuário para que ele saiba onde ficam os títulos, conteúdo, links de navegação e descrição em imagens. Resumindo: criando um site relevante para o visitante você cria um site relevante para a ferramenta de busca.

Nem todas as ferramentas trabalham da mesma forma. Google, Bing e Yahoo trabalham com algoritmos diferentes, porém as regras de SEO valem para todas.

Com todas essas dicas você pode acessar o site da Wix e criar seu próprio site e gratuitamente! Aproveite e abuse das regras mencionadas acima para criar um site que seja um sucesso e encontrado nos melhores mecanismos de busca. O Wix possui um painel de controle amigável que ajudará a configurar seu site, bem como escolher um template com layout fantástico para deixar seus clientes satisfeitos.  Além de sites institucionais, você pode montar loja virtual de uma maneira muito simples! Se interessou? Aproveite e acesse o artigo sobre como vender online.

<