Browse By

Primeiro Beta do Ubuntu 12.04 disponível para download

Ubuntu 12.04

Ubuntu 12.04

Dois dias depois do lançamento da versão Consumer Preview do Windows 8, a Canonical liberou também o primeiro beta da nova versão de seu sistema operacional. O Ubuntu 12.04 “Precise Pangolin“, que será lançado em abril, seguindo o clássico roteiro de lançamentos da empresa. A versão de desenvolvimento lançada hoje já traz muitas das novidades que estarão presentes na versão final do sistema, como o uso da principal mudança dessa versão, o HUD — novo sistema de interação que irá sumir com a barra de menus das janelas — o Ubuntu Lens, serviço de busca de vídeos incluso no próprio sistema, e a atualização de vários dos programas inclusos em uma das distribuições Linux mais utilizadas em todo o mundo.

O OMG! Ubuntu!, site especializado na distribuição, gravou um vídeo onde mostra o funcionamento do HUD, que é provavelmente a novidade mais polêmica, mostrando também muitas das novidades da nova versão, entre elas, o Video Lens, a nova tela de login, a tela que mostra as teclas de atalho, o novo modo de redimensionar as janelas e algumas outras mudanças. Confira:

Vale lembrar que o Ubuntu 12.04 é a nova versão LTS (Long Term Support, uma versão com suporte estendido) do sistema da Canonical. Portanto, a fase de testes é fundamental para que, quando o sistema ficar pronto, haja a menor quantidade de bugs possível, uma vez que as versões LTS precisam ser mais estáveis que as demais. O Ubuntu 12.04 estará disponível para download em Abril de 2012, e você pode baixar a versão beta lançada hoje aqui.

  • Ulisses Arruda

    O melhor Ubuntu que já testei foi o 10.10 Maverick Meerkat, uma bala! Desde a mudança para o novo Gnome o sistema ficou pesado e lento. Espero que em versões futuras haja melhoras significativas para resgatar toda a qualidade que ele apresentava.

    • Mauricio

      Também considero o 10.10 o melhor ja lançado ate o momento, desde que o ubuntu veio com Unity só tenho me afastado do sistema (apesar deu não ter grandes problemas com o mesmo) ainda sou mais o Gnome 3

      • evandro

        exatamente!… 10.10 foi a melhor versão… e em relação ao Unity, tenho pavor dessa interface ridícula, consegue ser pior que o KDE… vida longa ao Gnome 3 com Zukitwo, alias a próxima versão dele (gnome3), pelo o que vi em imagens, ficará melhor ainda =D

      • evandro

        exatamente!… 10.10 foi a melhor versão… e em relação ao Unity, tenho pavor dessa interface ridícula, consegue ser pior que o KDE… vida longa ao Gnome 3 com Zukitwo, alias a próxima versão dele (gnome3), pelo o que vi em imagens, ficará melhor ainda =D

  • Ramires

    Tai uma interface que ganha do MetroStyle em “RUINZABILIDADE” no desktop

    Mint que não me deixar mentir

  • Luiz Flavio

    Putz, mais do mesmo…
    Ubuntu, um belo SO… Mas é só isso, um SO.
    Sempre me sinto excluído do mundo quando uso Linux.
    Preciso me conformar com o fraco ecossistema.
    No mundo Windows existe uma infinidade de softwares da melhor qualidade.
    É muito ruim ter de se conformar com o pouco que ele tem.
    Tenso.
    É + – o que acontece com o iPad e os concorrentes Android. Nem dá para comparar a qualidade dos apps do iPad com o resto.

    • lekegf

      Já dizia o urso:

      “eu uso o necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais…” =D

    • Mauricio

      Cara vc disse nada agora, comprar o Ubuntu ou qualquer sistema Linux com Ipad (IOs) e Android não faz sentido algum, Android vem dominando todos os espaços e não demora muito para o IOs da Apple deixa de ser o ícone em sistema movel.

      • Alan

        Em relação à Tablets o Android não está com essa bola toda não.
        Desde o seu lançamento até hoje, tablets com Android somam 12 milhões, sendo 90% tablets de R$ 300 (papai do céu, livrai-me)
        iPad é sempre um iPad, um tablet Android raramente é um Transformer.
        “iPad”, só em 2011 vendeu 48 milhões de unidades.
        http://download.cnet.com/8301-2007_4-57388847-12/windows-8-could-leapfrog-android-to-be-the-true-ipad-competitor/
        Com o iminente lançamento do iPad3 e logo depois tablets Windows 8 x86 e ARM, creio que as chances do Android nos tablets já passou.
        Alguém pode dizer: “Mas WOA não tem todo o legado de apps do x86″.
        Sim, não tem, mas tem o WinRT em comum com Tablets e Desktops, independente de ser ARM ou x86.
        O x86 vai fazer sucesso, sem dúvidas e vai trazer com ele, de carona o ARM.
        Hoje usuários de tablets tem uma necessidade em comum, que é poder se conectar com suas estações de trabalho Windows.
        WOA sem nenhum app de terceiro (por enquanto) já vem com uma vantagem enorme para essa necessidade:
        Um cliente RDP nativo da própria Microsoft e o MS Office.
        Sem falar dos apps que ele ganhará, fruto do sucesso do Windows 8 x86.
        Na Store do Windows 8 que estou usando praticamente todos apps são compatíveis com x86, x64 e ARM.
        Vai ser uma parada dura para o tablet Android.

    • evandro

      “É muito ruim ter de se conformar com o pouco que ele tem” …cara tu fala isso pq realmente desconhece a variedade de aplicativos que existem e que são de ótima qualidade por sinal; é tão simples, só abrir a central e ver por categorias… tbm não se restrinja a central, tem muita coisa boa que se acha na internet, exemplos? Hotot, Clementine, Gnome-pie, Ubuntu Tweak, Cover Globus, Gmail Watcher entre tantos, fora os que estão na central Vlc, Chrome, Emesene, K3b, Gimp, Comix e mais, muuuuito mais!…. instala o Gnome 3 e mais umas extensões, baixe uns temas legais dele, de ícones, enfim personalize-o! =D (no webup8 e omg! ubuntu se acha muitos tutorias simples e rápidos de seguir) …uso Linux a anos e somente ele a dois anos, e nunca mais volto pro janelas! – estável, leve, seguro, bonito, open source!

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Não sei que tipo de programa vc usa. Certos tipos no Windows tem em melhor qualidade. Mas na maioria dos casos programas em qualidade não faltam no ecossistema Linux. A maioria das pessoas podem usar numa boa, sem perder em nada.

  • Eden

    Achei pesado depois da mudança também, mas sou um iniciante na distro Ubuntu e raramente uso por isso, além do mais, sinto falta de algumas coisas que tem no Windows, coisas óbvias, que com 20 minutos de uso do Linux já me dá angústia e volto pro Windows logo.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Que coisas?

  • Mauricio

    O Ubuntu já costuma ter seus lançamentos apagados, e agora então que só se fala em Windows consumer Preview.

  • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

    Tô usando o 12.04 desde o alpha 1. O que senti é que o sistema está mais rápido, o bug do consumo de energia foi corrigido e melhoraram a usabilidade em algumas coisas, em alguns menus. Ficam mais simples. Fora isso está bem conservadora a versão, típica de uma LTS.

  • PR

    Comecei a usar o Ubuntu no dia a dia a pouco tempo, mas já conhecia o sistema desde que eu aprendi o linux. de lá pra ca não parei mais, pena que a 11.10 é pesadaa pacas! pelo que eu pude ver brevimente, a 12.04 melhorou muito em questão de peso no sistema. beeem mais leve do que o 11.10. esse sim eu NÃO vejo a hora de botar as mãos nele.
    eu so testei uma beta. depois não testei mais. vou esperar a final!

    • Maurício

      Raro de ver um usuário Windows falando que o Linux (ubuntu) é pesado ^^. O ubuntu mais pesado nem se compara ao peso do Windows. ^^ Como todo lançamento Ubuntu eu instalo em uma partição exclusiva para ele vou da uma olhada nesta versão, que por ser uma LTS certamente não foi muito mexida.

  • http://www.richelmymonteiro.blogspot.com Richelmy Monteiro

    Nossa.. não vejo a hora tbm.. Não troco LTS por nada! Testei temporariamente o 11.10, por causa de problemas com a placa Wifi Ralink, o kernel 3.0 tem suporte total a minha placa.. tratei de arrumar um jeito de botar esse kernel no meu 10.04, estou usando ele desde então. Tem tudo que preciso, sem problemas. Quando há problemas no meu Ubuntu é por causa de erros meus mesmo, de alguns testes que faço no sistema, para torná-lo mais adaptado ás minha necessidades.. como os testes com ambiente gráficos que fiz ano passado, visando aumentar ainda mais o já rápido Ubuntu.
    De vez em quando dou uma passada na partição do Windows pra jogar Max Payne, Age of Empires e American McGee’s Alice, além de desfragmentar

  • Luiz Flavio

    “além de desfragmentar”

    Pena que no Linux não tem um desfragmentador de arquivos.

    Todos especialistas em Linux recomendam fazer backup da partição e reformatar para resolver os problemas de arquivos non-contiguous, em outras palavras “fragmentados”.

    Relatos são frequentes justamente nos blogs mais influentes sobre Linux.
    http://www.groupsrv.com/linux/about162426.html

    Eu mesmo já fiz isso, pois usava com muita intensidade o Linux para guardar arquivos, mas agora fico mais no Windows.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Existem diversos desfragmentadores, mas são de uso bem restritos, pra uso bem específicos, pois a fragmentação de arquivos é insignificante.

      • Luiz Flavio

        Ser insignificante ou não, tudo depende do uso que se faz do sistema de arquivos.
        59% não é nada insignificante.
        Tenho partições no Windows que se fragmentam 2% ao mes outras 0%, e partiçoes de downloads temporarios uns 7% por mes.
        Tudo vai do uso que se faz.
        Essa galera aqui não é a galera do dualboot, são heavy users do Linux:
        https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?id=66132
        https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?id=62831
        https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?id=69530
        http://lists.debian.org/debian-user/2009/07/msg00376.html

        Tem relatos de heavy users que só copiaram 60GB de um lugar para outro e a fragmentação passou dos 50%, sendo acusado no próximo reinicio.

        Claro que os dual-booteiros e virtualboxeiros não fazem uso extremos do sistema para causar qualquer coisa desse tipo.

        Tenho só 900GB de dados em cada HD do meu computador.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          A fragmentação é insignificante. Os desfragmentadores para sistemas Linux, como eu disse e volto a repetir, são pra certos tipos de usuários, como esses citados, que fazem um uso anormal do sistema de arquivo e precisam de alto desempenho. Esse tipo de usuário anormal deveria tbm ler a respeitos dos diversos sistemas de arquivos, pra ver o que melhor se adapta a ele, pois não existem somente o Ext4 ou Ext3, mas tem o RaiserFS, BtrFS da Oracle, XFS da SGI, JFS da IBM, todos com características distintas e desempenho apropriado para certos usos.

        • Will

          Como sempre…

          Guilherme, e suas desculpinhas esfarrapadas para defender o Linux.

          “Pelamor”

          O cara é fanático.
          Ext4 é o sistema de arquivos padrão de todas distro Linux, e não é à toa.

          Ext4 tem o melhor equilíbrio entre desempenho e integridade, simples.

          BtrFS, não está pronto para ser padrão, não tem um fsck decente, nem desempenho adequado para substituir o Ext4, se tivesse já era o padrão.

          “como esses citados, que fazem um uso anormal do sistema de arquivo”
          C tá de brincadeira?
          Movimentar 60GB de dados é uso anormal?
          Heavy user de Windows fazem isso o tempo todo e não tem esse problema.
          Só não vai me dizer que uso normal é o dual boot onde o carinha só entra no Linux para comentar no forum…
          Assim não fragmenta mesmo.
          Mas o cara já postou aí os relatos de problemas sérios no sistema de arquivos padrão do seu querido Linux.
          Se você está cego pelo seu fanatismo, o resto de nós está enxergando bem.
          Mas fica aí a dica para quem está tendo esse problema: Arquivos non-contiguous no Linux, só o format resolve.
          Administradores de sistemas Linux fazem isso o tempo todo em partições de servidores de arquivos.
          (Triste, mas é a realidade)

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          Will, como sempre, em toda matéria sobre Linux, vc tentando atacar de maneira irracional o Linux e qualquer coisa que venha dele ou até fazer ataques pessoais do nada.
          .
          O que eu respondi foi baseado em informação e conhecimento. Um uso anormal, ou seja, que não é normal, não há fragmentação significante. Não há queda de desempenho visível ou qualquer coisa do tipo. Não há motivo algum pra ficar paranoico. Afirmar que compromete alguma coisa é fora da realidade. Não é comum. O mesmo acontece no Windows. Não é preciso ficar paranoico com a fragmentação do NTFS (do Vista pra frente, que melhorou muito em relação ao NTFS do XP e anteriores).
          É por isso que nenhum usuário “normal” precisa se preocupar. Só há preocupação em usos anormais do sistema de arquivo, que precisa de modo quase “científico” (como nos computadores do CERN ou em fazendas gráficas) o uso no máximo do sistema de arquivos.
          .
          O padrão de distribuições como Ubuntu é o Ext4 (Fedora, por exemplo, irá trocar pelo BtrFS da Oracle nas próximas versões), mas pode-se facilmente instalar outro sistema de arquivos SE quiser. Senão, fique com o Ext4 que é excelente:
          http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=linux_33_btrfs&num=1
          .
          Seu ataque é demente, insano, infantil e estupido. É de ficar farto tamanha estupidez e falta de bom senso. Ninguém aqui está atacando o Windows. E não entendo qual sua necessidade sobrenatural de atacar o Linux. Windows ou Linux sendo excelente não faz outras coisas serem alvos. Isso é um maniqueísmo sem sentido. Seu maniqueísmo aqui é a coisa mais estúpida que é extremamente desnecessário aqui nos comentários.

        • Ramires

          Insignificante mas em deteterminadas situações incomoda mais aos olhos do que na pratica.

          Por exemplo, tenho uma app chamada DropCache para o N9 que esvazia 200 mb diariamente.

          Na pratica nao quer dizer nada, por que apos a limbeza, em meia hora de uso ele acumula novamente mais 200 mb, e isso nao passa desse valor ao longo do dia.

        • Oscar Mauricio

          essa historia de desfragmentar disco no linux, eu nem sonhava
          quando eu usava windows meu tio me indicou o famoso Ccleaner, o tempo passou, conheci o linux, sistema pra eu pensar em abandonar o windows vai pracisar evoluir mto..
          ai ele surge aqui em casa novamente, pra percebeu o linux, sistema que ele conhece ((talves diria até que vagamente)), mas não tem usa. ele esta acostumado com o otimo hardware dele, usando o meu acer 5670 ele reclamou de desempenho e começou a falar como se fosse windows: baixa o Ccleaner! me espantei, perguntei se existia, e ele falou dos equivalentes (oh, sim! os famosos equivalentes) e falou pra eu procurar em desfragmentador, ele me explicou como funciona o processo de fragmentação, processo que ja conhecia a um tempo, fiquei pensando, e realmente, por mais que parecesse que o ext4 é superior ao ntfs, creio que não seja possivel um sistema não se fragmentar, mas ainda acho e concordo com o guilherme, no linux não se percebe a fragmentação como no windows, e nem vou procurar desfragmentador, mesmo me consideirando um heavy user, não sinto essa necessidade

  • http://www.hurricane.net.br chrystoffer kugler horochovec

    Sou o único daqui que gostou do Unity?? :D

    • ubuntuholic

      Não, também gostei, não troco pelo gnome-shell, esse não consegui usar por muito tempo, mas tenho instalado.Do gnome antigo nem consigo mais lembrar, hehehe.

    • Maurício

      Eu acho o Gnome 3 melhor, mais não tenho nada contra o Unity quando esta customizado.

  • Marcos

    Eu to doido pra ver como essa nova versão vai ficar numa outra partição no meu Mac junto com o Mountain Lion…

  • Will

    KKKKK,
    O Guilherme perde a linha quando alguém apresenta um problema no Linux que eles negam acontecer.
    “A fragmentação é insignificante”
    No Brasil, onde se tem muita ideologia e pouca autoria no mundo Linux, é onde mais se criam mitos à respeito.
    Em fórum brasileiro é inadmissível dizer que o Linux tem algum problema em comum com o Windows.
    Como o Guilherme é brasileiro, não poderia fugir à regra.
    A MS já disse que é impossível evitar a fragmentação de arquivos em HDs, e nos deu um desfragmentador.
    No mundo Linux sempre buscam esconder os problemas para não assustar os usuários.
    Mas os heavy users que gostam do sistema reconhecem e lidam muito bem com o problema.
    Format, e pronto!

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      A fragmentação é insignificante sim. Mas caso não seja pra vc, pois é um usuário exigente, use as ferramentas de desfragmentação do sistema de arquivo correspondente e pronto. Durma mais tranquilo.
      .
      Agora o grande mistério da humanidade é saber pq dessa necessidade de atacar o Linux e esse maniqueísmo insano seu. É impressionante que em toda matéria sobre Linux aconteça o mesmo tipo de ataque, desqualificação e outras infantilidades irracionais.

      • ubuntuholic

        Esses caras devem ganhar muito dinheiro com Windows, tudo bem, mas não precisam arrumar mentiras contra o Linux.

        • Ramires

          ubuntuholic, nem tão ao céu, nem tão ao inferno.

          Uso o Windows no desktop, no notebook, vivo desse “dinheiro” que voce comentou, mas não preciso atacar ou falar besteira de Linux para isso.

          Da mesma forma, para promover o Linux, é desnecessario ficar com as famosas gracinhas de “M$”, tela azul (coisa de incompetente ou atrasado, faz pelo menos 10 anos que não vejo uma), etc.

          E apenas uma questão de saber conviver e aproveitar o melhor de cada plataforma. Por exemplo, meu smartphone é um Nokia N9, eu não trocaria hoje por nenhum Windows Phone Device, nem IOS device, muito menos por um Android desgraçavice… E o N9 roda uma distroLinux baseada em Debian…

  • Will

    “Seu ataque é demente, insano, infantil e estupido.”
    KKKKKKKKK.
    Que ataque Guilherme?
    Apresentar a realidade é atacar?
    Ah, é verdade. Falei do Linux, o queridinho.
    Auhhauahuhah.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Não existe “a verdade”. Existe uma necessidade sua de atacar, desmerecer, deturpar, criar conflitos. Sua necessidade de fazer um maniqueísmo, como sempre, é sobrenatural.

  • Will

    Guilherme, sempre estarei aqui para te desmentir.
    Ou melhor, dizer “A VERDADE”.
    Sua função aqui é vender a ideia do mundo encantado Linux, e o meu é o de dizer sempre a verdade para que as pessoas que buscam “INFORMAÇÃO” façam suas escolhas conscientemente.
    Afinal, esse site é um site de informação. Ou não?
    Vai me proibir agora de falar “A VERDADE” só porque te machuca?

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Apesar do assunto ser fragmentação, não fragmente os comentários. Leia os outros e responda logo abaixo, não espalhado.

  • Will

    http://goo.gl/A3ltX
    Distorção da realidade, a gente vê aqui, com Guilherme Macedo.
    Auhahuahuhauhauhau!!!
    Um diz que não é normal uma movimentação de arquivos de 60GB gerar mais do que 50% de fragmentação, o Guilherme diz que “É INSIGNIFICANTE”
    E quer que eu fique calado diante de uma afirmação absurda destas em defesa do seu queridinho Linux?
    Não sou os cordeirinhos que acreditam nas suas falácias pró Linux.
    Ativismo pró Linux é lá no seu site, aqui não.
    Aqui é lugar de “informação” e imparcial sobre tecnologia.
    No dia em que o Guia do PC virar um site politiqueiro e ativista, eu não volto mais.
    Enquanto for imparcial, estarei aqui.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Vc não entendeu o que falei e nem quer entender devido ao seu maniqueísmo já lendário.
      .
      A questão não é “ficar calado diante de uma afirmação absurda destas em defesa do seu queridinho Linux”. Essa frase já mostra seu maniqueísmo e sua necessidade, já mostrada outras vezes, de atacar, ou deturpar, ou desmerecer, qualquer coisa que venha do Linux (por motivos misteriosos).
      .
      Meu blog, citado, não mostra maniqueísmo irracional, mas sim uma manifestação política-estratégica e ideológica, pq não?, que não está em xeque nessa matéria, nos comentários.
      .
      A questão aqui é racional. Eu disse que para um usuário normal a fragmentação é insignificante. NUNCA disse que não tem fragmentação. Disse, e repito, que ela é insignificante.
      Um usuário normal não precisa ficar preocupado com a fragmentação do sistema de arquivos, que é insignificante pra ele. Nem mesmo o desempenho é afetado de maneira significante para um usuário normal. Ninguém precisa ficar paranoico. Ninguém precisa chorar pelos cantos, ninguém precisa cortas os pulsos, ninguém precisa quebrar as pernas, pois a fragmentação é insignificante e não afeta de maneira significativa o desempenho.
      Quem fica preocupado são usuários “anormais”, ou seja, os “não-normais”, não usuais, os usuários avançado ou com necessidade de desempenho diferenciado, que podem resolver isso fazendo a desfragmentação ou mudando de sistema de arquivo para melhorar o desempenho de acordo com sua atividade especial, como: BtrFS da Oracle, XFS da SGI, JFS da IBM, etc, etc, etc. Cada contendo características distintas. Inclusive pode usar particionamento distinto, separando, como eu, a partição raiz, home e até a boot. Ah! Pouca gente sabe fazer isso? Sim, pq são usuários normais, que a fragmentação é insignificante.

  • Beko

    Estive vendo a luta entre Linux e Windows, sinceramente acho q os sistemas operacionais vao se tornar bastante irrelevante p usuarios comuns, tudo q bom precisamos e um browser e a nuvem, isso vai se tornar mais q suficiente.
    Beko Rabello

    • Ramires

      A nuvem amigo, depende de um ou de outro…

      E a nuvem sem internet não serve para nada…

      Eu nao compraria um dispositivo 100% na nuvem como o Chrome OS NEM A PAU JUVENAL.

      Ainda mais sabendo que esta na nuvem do mal do Google…

  • Smith

    E quem começou a provocação “Richelmy Monteiro” saiu ileso…
    Os linuxeiros gostam de fazer suas piadinhas e depois não aguentam o tranco.

  • Fagner

    Verdade inconveniente: os fanboys do Linux não conseguem viver sem o Windows. E sonham com um Mac.

    • evandro

      HASUAHSUAS é cada um!

    • Yuri

      Também acho.

  • Vinicius

    O problema é que todo mundo quer falar, mas poucos realmente usam o sistema, a grande maioria ai que sentou a lenha esta usando Windows…. ai não da né gente… Eu uso e recomendo o Ubuntu….. e todo mundo fala nessa naba do w8…. o sisteminha ruim que a M$ fez agora…..

  • PR

    Tentei instalar fazendo um dual boot com o Windows 8, mas não deu certo. sera que isso seria uma negaçao da microsoft em não deixar com que o PC tenha um dual boot com o Windows 8 e Linux?

  • PR

    @ Mauricio E eu acho o ubuntu 11.10 pesado porque meu netbook so tem 1gb de RAM! e e um Atom N270 de 1.6ghz. posso ser considerado um Usuario Windows sim, mas nem o Windows 7 meu netbook roda direito. (eu não gosto muito de pirataria) vou trocar meu netbook por um Notebook melhor, ai sim vou poder rodar alguma coisa nele direito. entendeu?

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      No meu netbook, um Asus AMD C-50 1GHz, 1GB de RAM, o Ubuntu roda muito bem. Com Unity 2D o sistema não consome muito. Com o kernel 3.2 do 12.04 o consumo energético caiu muito, passando a gastar um pouco menos que o Windows 7, inclusive.

  • Mauricio

    O que eu acho chato no ubuntu é por exemplo, os navegadores eles não tem uma atualização simples como so ir em ajuda versão atualizar e pronto atualiza na janela do próprio navegador simples assim, no ubuntu é cheio de rodeios.

    • Yuri

      Nossa, isso me mata no Linux
      No Windows e no Mac é só ir na guia About e os navegadores já se atualizam sozinhos.
      O problema é a modularização do Linux.
      Os apps se integram pouco ao sistema.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

        Atualização mais simples é impossível. O sistema avisa que tem atualização, vc clica e deu.
        O que vc pode estar se referindo é a diferença do Firefox da Mozilla e o Firefox modificado pela Canonical. O da Canonical é esse, pela atualização pelo gerenciador de atualizações. Ele é diferente pq tem customização da Canonical, que faz muita diferença, principalmente no visual, pois o menu principal é integrado ao Unity.
        Se quiser o Firefox da Mozilla basta adicionar o PPA do Mozilla Team. Vai ter o Firefox normal, com atualização normais da Mozilla.
        É simples, só é diferente.

        • Maurício

          Eu costumo usar as versões betas e não vejo uma janela de update avisando, coisa que é só ir em sobre no Windows pronto atualizado. Não tou falando que o Ubuntu é ruim só não vejo as empresas de softwares integrarem seus produtos de forma mais pratica. Um dia me adepto melhor ao ubuntu por em quanto é meu segundo SO na maquina.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          Avisa sim, pelo gerenciador de atualizações do sistema. Com os repositórios que são automaticamente instalados é conexão direta com os desenvolvedores. E como eu disse, nem precisa abrir o navegador.

        • Maurício

          Verdade Guilherme acabei de testar com o Chrome beta aqui e atualizou perfeitamente pela janela de update do sistema ^^.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Respondi ao Yuri, leia. A diferença é só essa do Firefox. Outros navegadores são normais como qualquer sistema. Só tem a diferença que quando se instalado o Chrome ou o Opera, eles vão instalar automaticamente o repositório oficial. Qdo sair a atualização o gerenciador de atualização do sistema – e não do navegador – vai avisar que tem atualização. É MUITO simples e é melhor, pois vc fica atualizado como em qualquer outro sistema operacional, e no mesmo tempo, só que não precisa abrir o navegador pra ficar em dia.
      Como eu disse, é fácil, só que diferente.

      • Yuri

        Tenho o Ubuntu aqui as atualizações dos navegadores chegam bem depois das versões do Windows, isso que incomoda.
        Claro que dá pra fazer manualmente, mas não é nada interessante, já que todos navegadores hoje se atualizam sozinhos no Windows.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          O lançamento costuma ser simultâneo em todas as plataformas. Eventualmente, não. Geralmente quem atrasa é a Mozilla, quando vai lançar uma versão totalmente nova. É questão de ajustes pq o Firefox tem uma interface diferente pra cada sistema Linux.

      • Yuri

        Já que não é a Microsoft quem fabrica o Chrome, Firefox e Opera, são eles mesmos que devem se atualizar automaticamente, assim que o update é lançado.
        O FF mesmo do Ubuntu demora um bocado para ser atualizado pela central de atualizações.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          O navegador é atualizado pelo gerenciador de atualizações do sistema. É feito diretamente das desenvolvedoras pelo repositório oficial que é instalado automaticamente. Desenvolvedora lançou, repositório atualizou.
          Acho que o conceito de repositório, que não costuma ter no Windows, é que está confundindo as coisas. Mas não tem mistério. Entenda, os navegadores são atualizados pela desenvolvedoras, pelo seus repositórios. Não tem nada a ver com os repositórios da distribuição, exceto, claro, do Firefox do Ubuntu, que já expliquei acima o motivo. Basta ler novamente.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          Vou dar um exemplo. Quando se instala o Opera o repositória da Opera é instalado automaticamente. Esse é o repositório:
          http://deb.opera.com/
          Quando a Opera lança uma nova versão ela coloca no repositório.
          A atualização é feita como no Windows, mas no lugar do navegador verificar se tem atualização disponível, avisar ou atualizar sozinho, quem faz isso é o gerenciador de atualizações do sistema, que faz isso independentemente de vc tá com navegador de internet aberto. Essa, aliás, é a vantagem.
          E não tem mistério. É simples, eficiente e prático.

        • Yuri

          Pois é, o browser mais usado do Linux é o que mais demora para ser atualizado.
          Já chegou a demorar mais de 1 semana para receber a mesma versão do Windows, não vejo vantagem nisso.
          Quem usa os dois sistema se incomoda bastante ao ver que no Linux a versão do FF está atrasada em relação ao Windows.
          No Windows o browser mais usado é o Chrome, e ele se atualiza sozinho pelas tarefas agendas do sistema, antes mesmo de dar tempo da gente buscar a atualização manual, ele já fez por conta própria, sem avisos, e sem incômodos, só precisa estar com o computador ligado na internet, claro.

        • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

          Não, não demora. A demora é por conta da Canonical, que usa um Firefox customizado. É como eu expliquei lá em cima.
          .
          Aqui está um exemplo de atualização do Chrome feita pelo Gerenciador de Atualização. Eu não precisei abrir o navegador (aliás, faz tempo que não uso, pois uso o Chromium):
          http://ubuntuone.com/3x5gIL17xYwRmYdQN8x1hY
          .
          Como eu sempre digo, são conceitos diferentes, só isso.

  • Gardenajj

    Tenho Chrome no meu trabalho assim como nessa maquina que estou agora e ele sempre atualiza sozinho. Também tenho o excelente chrominium e de atualização por atualização o IE padrão do Windows e um fracasso total mesmo com as ultimas atualizações!

    • Yuri

      Por que o IE é um fracasso?

  • Gardenajj

    Só preciso dar um click na central de atualizações, e Linux não precisa se preocupar em atualizar na mesma semana e tals, afinal o sistema e bem mais seguro que o concorrente.

  • Gardenajj

    Porque vc não usa ele?

    Bom acho que isso já me diz muita coisa!

    • Yuri

      Não uso o IE aqui porque não tem adblock. Se tivesse, certamente o estaria usando aqui.
      Não tenho tenho nenhum motivo para me limitar e deixar de usar uma coisa ou outra.
      Não existe solução definitiva em browsers para web. Se tivesse só existiria um.
      Tem sites que funcionam muito melhor com o IE, outros só com ele.
      Por mais que se busque a padronização da programação web, nunca a alcançarão.
      Até conteúdo HTML5 que já deveria ser bem padronizado, tem suas deficiências em diferentes browsers.
      Conteúdo web é igual texto. Quer o mesmo conteúdo, idêntico em qualquer computador? Distribua em PDF.
      Quer o mesmo conteúdo web em qualquer lugar? Distribua em Flash.
      O resto é conversa, sempre tem as diferenças em cada browser.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

        Padrão é padrão. Não tem essa de site funcionar melhor em um e no outro não. Se não funciona é pq não seguiu os padrões. HTML5, que tem diferenças, essas diferenças são causadas pq ele não é padrão ainda. Não foi lançado oficialmente e está cheio de “rascunhos”.

        • André

          O problema é que ninguém segue, e nem seguirá.
          A W3C já falou que a MS segue o padrão HTML5 melhor do que os outros.
          Veja qual exibe melhor o vídeo em HTML5 e diga se é o Chrome ou IE:
          http://www.imdb.com/title/tt0471042/
          Agora em Flash e PDF não tem como mudar, é tudo igual em qualquer lugar.

  • Gardenajj

    Ei meu google no linux é uam versão mais atual que a sua!

    O seu não atualiza sozinho?

  • Gardenajj

    http://www.baixaki.com.br/download/google-chrome.htm

    Se atualiza ai!

    E a respeito o google chrome só existe graças ao projeto chromium !

    • Yuri

      Essa é a última versão estável para Windows.
      Em sites de downloads posso instalar até o Google Chrome 19.0.1055.1
      A discussão é a respeito das liberações que são disponibilizadas no site do fabricante e demoram a chegar automaticamente nas distribuições Linux.
      A ultima versão do site da Google é essa.
      Em qual devo confiar que é estável? No baixaki ou no site oficial do Chrome?

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

        Já falei, não demoram. Já expliquei lá em cima. Leia o conceito sobre repositórios.

  • Gardenajj

    é então seu windows está recebendo atualizações depois do linux :)

    • Maurício

      Não ele não esta, estes ultimos numeros são irrelevantes, muitas vezes um navegador para uma plataforma apresenta bugs que para a outra não tem, então por que os dois tem que receber a correção?

    • Yuri

      Vc como um cara entendido, deveria saber que no caso do Chrome, as versões são muito fracionadas pelo curto espaço de tempo entre um update e outro.
      Não é como o FF que só usa a numeração xx.x, e que existem bug específicos de cada plataforma, então a numeração usada no Chrome 17.0.963.xx com certeza corrige bug específico de plataforma.

  • GalegO

    Só não gosto do Ubuntu pois usando ele eu me sinto engessado :( Não sei o que acontece…

    PS: Também acho a interface dele pesada.

    Prefiro 1000x o Debian, onde eu me sinto mais a vontade…

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo

      Muda o ambiente gráfico :)

      • GalegO

        Prefiro continuar com o Debian mesmo… Aliás a base do Ubuntu é o Debian :) Então, nada melhor do que o original, de quebra coloquei o menu iniciar do Mint nele, está show de bola :D

  • http://jjmera.blogspot.com jorge

    po os caras conseguiram estragar o ubuntu

  • Victor..

    Eu uso Mac Lion e Ubuntu 11.10 .. Usava Windows 7, mas desisti! O Ubuntu 11.10 é incrivel (Já usei versoes anteriores do Ubuntu [desde 10.04] e eu acho a atual bem melhor) Em meu PC roda tranquilo o Unity 3D e nao trava! Eu (usuario de mac e ubuntu), confesso que os dois sistemas sao MUITO parecidos.. Eu queria que Ubuntu tivesse mais usuários do que tem! Isso seria ótimo! No fundo.. no fundo, prefiro o mac, mas o ubuntu vem em segundo lugar, colado no mac.. Já o windows… nem entra na lista

  • Robson

    A unica distro que eu estava tentando usar era o Ubuntu até o 10.10, agora só lembro de uma coisa boa dessa distro, aquela foto das gatinhas com as b-u-n-d-a-s encostadas umas nas outras formando o logo do Ubuntu : ), porque a nova geração do sistema me decepcionou, to pulando fora Ubuntu… Fui!!! : (

  • Thiago

    Só uso o Ruwindows pelo fator Corel e Adobe.. Fora isso o dia que o Linux rodar tais programas com perfeição sem nenhum plugin ou macete passo definitivamente para ele, uns joguinhos também.

  • Renato

    Atualmente uso o 11.10.
    Queria atualizar pra esse LTS sem instalar tudo do zero.
    Como faço, alguém pode me ajudar?

    • ubuntuholic

      No terminal: update-manager -d
      Espere até o final de abril que sairá a versão final.

  • Tsukino

    muito bom

  • Rafael

    No começo tive um pouco de dificuldade para usar o Ubuntu com o Unity. Agora já me acostumei e estou adorando. Está estável e veloz. Estou ancioso para conhecer o Ubuntu 12.04. Será o melhor de todos provavelmente. Já não uso Windows faz tempo.

  • Paulo Henrique

    Desabafo

    O ubuntu 12 ficou horrivel, muito lento! e ainda fixaram a barra lateral da unity, o tamanho da tela ficou menor, ubuntu está trazendo decepção atras de decepção, parei hoje de usar ubuntu apos 5 anos, agora migrei para o linux mint 13 maia.