Browse By

Conhecendo o HP Enterprise Group

A HP (Hewlett Packard) dispensa apresentações. Fundada em 1939 pelos engenheiros Bill Hewlett e Dave Packard, a empresa é uma das líderes no mercado mundial de tecnologia. Apesar de conhecida pelo grande público como fabricante de impressoras e microcomputadores, a empresa oferece muito mais. Por exemplo, na área de servidores para empresas, a HP disputa palmo a palmo a liderança com a IBM e os outros concorrentes como Dell, Oracle e Cisco ficam bem distantes.

Com a crise no mercado de computadores pessoais devido à ascensão dos tablets e smartphones, a HP sinaliza que pode seguir o caminho da IBM e se concentrar no mercado corporativo que, apesar de tudo, tem conseguido manter um crescimento constante nos últimos anos. E foi justamente o HP Enterprise Group, responsável pela área de produtos corporativos da HP, que convidou um grupo de jornalistas para apresentar os produtos HP destinados ao mercado empresarial. Durante dois dias, foram apresentadas soluções da empresa nas áreas de Servidores (Servers), Armazenamento (Storage), Redes (Networking), Serviços (Technology Services), Sistemas Convergentes (ConvergedSystems) e Nuvem (HP CloudSystems).

Um dos destaques do evento foi a visita à HP Factory Express, localizada em Houston – EUA, uma das três fábricas de servidores da empresa (as outras duas ficam em Campinas – Brasil e no Japão). Todo o processo de fabricação dos servidores foi mostrado em detalhes. O processo de montagem está numa fase de transição e existem duas linhas de montagem independentes. Em uma linha apenas um funcionário é responsável pela montagem total de um servidor, ou seja, ele manuseia todas as peças que compõe o servidor. Já na outra linha cada funcionário monta apenas uma peça e passa adiante para que outro funcionário continue a montagem. No futuro, a linha de montagem com apenas um funcionário será extinta, pois é menos eficiente. Uma coisa que chamou atenção durante a visita à fábrica foi a refrigeração usada em alguns servidores da HP. Como em alguns PCs de alto desempenho, a refrigeração utilizada é líquida. Isso aumenta muito a eficiência do sistema, mas exige um alto grau de competência técnica para que nenhum acidente aconteça. Afinal de contas, água e eletricidade não se dão muito bem!

Também foram apresentados os HP ecoPODs. Pense num ecoPOD como um datacenter em um contêiner. Como o espaço físico que um datacenter ocupa em uma empresa é normalmente muito limitado. A HP criou um datacenter completo num espaço de um contêiner (aqueles que vemos em navios de carga). Além disso, são modulares, ou seja, podem ser conectados entre si para obter uma maior capacidade se necessário. E se não bastasse isso tudo, também possuem alta eficiência energética (consomem muito pouca energia – daí a parte “eco” no nome).

HP ecoPOD

HP ecoPOD

Finalmente, o ponto alto do evento – a visita ao HP Moonshot Discovery Lab. Neste laboratório, clientes que pretendem utilizar um servidor Moonshot têm oportunidade de testar em um ambiente de simulação como o servidor vai se comportar para a aplicação específica em que será usado. Mas o que é esse Servidor Moonshot? Servidores são computadores de grande porte com alta capacidade de processamento. Os servidores tradicionais são genéricos, ou seja, podem realizar qualquer tipo de tarefa. Ou seja, para tarefas algumas específicas como processamento de sinais analógicos, manipulações de dados gráficos etc. os servidores tradicionais precisam de grande capacidade de memória e CPU para conseguir um bom desempenho. A abordagem de um Servidor Moonshot é diferente. Esse servidor é diferente. Ele é formado por várias placas projetadas para tarefas específicas. Cada placa em si é um servidor independente (com CPU, memória, armazenamento, etc) e que pode ser conectada a outras placas para obter maior desempenho. E as placas/servidores são projetas para tarefas específicas: podem ter processadores para sinais analógicos (da Texas Instrumentes, por exemplo), ou CPU/GPUs da AMD para gráficos, ou ainda CPUs tradicionais com as da Intel. A escolha do tipo de tarefa do servidor levará à especificação do Servidor Moonshot correspondente. É claro que um servidor Moonshot projetado para lidar com gráficos não terá bom desempenho se usado em outra tarefa. Mas isso não importa, pois ele não será usado em outra tarefa! Além de serem mais eficientes no processamento, também consomem pouquíssima energia e ocupam pouco espaço físico (lembre-se que cada servidor é composto de apenas uma placa!). Realmente é uma nova categoria de servidores. E os clientes que já estão utilizando esses servidores estão muito satisfeitos.

HP Moonshot Server

Será que a HP vai abandonar o mercado de PCs? E se a Lenovo conseguir comprar a divisão de servidores da IBM, a HP sairá ganhando ou perdendo? É muito difícil prever o que vai acontecer. Mas uma coisa é certa: a HP é uma companhia tradicional com muita experiência em pesquisa e inovação. Apesar das crises recentes, possui um excelente capital humano que é capaz de manter a companhia sempre entre as líderes mundiais da área de tecnologia.