Browse By

Como ativar o Wake On Lan e ligar o PC através da internet

Em nosso computador pessoal se encontram muitas informações e arquivos ao qual recorremos constantemente. Seja uma música, senhas, trabalhos ou pastas, é sempre bom tê-los por perto. Para isso temos os pendrives, cartões de memória e serviços de armazenamento na nuvem, tais como Dropbox. Por meio de serviços como esse, você pode ter acesso aos seus arquivos de qualquer lugar no mundo, desde que tenha acesso à internet. No entanto, quando não estamos com nosso PC disponível, por estarmos viajando ou na casa de um amigo, e quando nenhuma das opções acima estão disponíveis e precisamos de um arquivo em especial, provamos uma sensação que mistura raiva da situação e de nós mesmos, por termos sido tão burros desprevenidos.

Isso já aconteceu comigo várias vezes! Mas vamos mostrar agora algumas dicas que poderão ajudá-lo você nesse momento de desespero. Uma solução para esse problema é configurar o seu computador para acessá-lo remotamente por meio de algum software. Mas essa solução inicial tem um problema. Para você acessar o seu computador remotamente ele precisará estar sempre ligado.

Então imagine que você foi fazer uma viagem de uma semana e sabe que precisará de vários arquivos no seu computador. Você se previne e leva um pendrive com todos os arquivos necessários. Além disso, configurou seu computador para receber acesso remoto, caso tenha esquecido de algo ou surja um imprevisto. O PC de nosso exemplo terá que passar a semana toda ligado! E caso falte energia? Tudo foi por água abaixo.

É justamente para dar solução a esse problema que existe o Wake on Lan!

O que é o Wake On Lan (WOL)

Mas o que é esse tal de Wake on Lan? É um padrão desenvolvido em 1996 pela AMD, que tinha como objetivo fazer com que os computadores conectados na rede pudessem ser ligados (acordados, de wake, em inglês) via rede (Lan). O seu funcionamento é muito simples. Uma mensagem ou pacote de dados, também chamado de pacote mágico (Magic Packet) é enviado de um computador na rede ou remoto para a placa de rede do computador desligado. Essa placa de rede que está em Standy by, interpreta esse pacote e liga o computador.

Curiosidade

Esse padrão funciona com os mesmos princípios do padrão Wake on Ring (WOR). Esse padrão, também conhecido como Wake on Modem(WOM), serve para acordar dispositivos suportados através de um sinal especifico enviado por uma linha telefônica. As máquinas de FAX são um grande exemplo disso. Elas ficam em Stand by até receberem o sinal de FAX, que faz com que ela reinicie em pleno funcionamento.

Esse padrão era mais comumente usado por BBS(Bulletin board system). O BBS é um software que permite a conexão via telefone a um sistema através de um computador e interagir com ele. Muitos chamam o BBS de a internet antes da internet, pois era possível acessar comunidades e se comunicar, assim como fazemos hoje com a internet, mas claro, de forma bem primitiva. Com o BBSD também é possível fazer downloads, uploads, ler noticias e etc.

Lendo sobre o BBS, me lembrei da época em que trabalhava no setor de TI de uma distribuidora. Os vendedores externos tinham um Palm Top para fazer os pedidos dos clientes. Quando chegava o momento de enviar os pedidos, eles ligavam o infra-vermelho do celular e do Palm e enviavam os pedidos para o banco de dados da empresa, por meio de um numero discado no celular. Hoje esse processo foi substituído pela internet.

O que preciso para criar uma WOL?

Para que a WOL funcione, é necessário que sua placa de rede e sua placa-mãe suportem o WOL. Mas, com relação a isso, não precisamos nos preocupar, pois a maioria dos computadores atuais suportam esse padrão. Nos dispositivos de rede externos anteriores ao padrão PCI 2.2, havia a necessidade de se conectar um cabo WOL de três pinos na placa-mãe. Já nos posteriores, tanto os dispositivos de rede onBoard como os externos o reconhecimento é automático.

Wake-on-lan-cable

Cabos WOL

Para a conexão por meio da internet é necessário também um modem. No nosso caso, vamos utilizar o Thomson TG508. Visto que essa tecnologia é independente do sistema operacional, por se tratar de uma implementação na placa-mãe do computador, vamos iniciar por configurar a nossa BIOS.

Configurando uma WOL

Temos que habilitar a opção Wake on Lan na BIOS. Reinicie o seu computador e acesse a BIOS. Geralmente o acesso a ela se dá por meio da tecla DEL, F1 ou F2, que deve ser pressionada assim que o computador estiver iniciando. Dentro da BIOS procure pela opção Power Management Setup ou Gerenciamento de Energia e dentro dela procure por Wake on Lan/Ring e deixe-a habilitada(enabled). Depois é só salvar, apertando F10 e depois Enter. Esst processo pode variar de placa-mãe para placa-mãe. O importante é achar essa opção e habilitá-la.

bios-img011

Depois que fizermos isso, a nossa placa-mãe vai como que ficar “escutando” a rede, que estará em Standy by. Assim que o Magic Packet(pacote mágico) chegar, o computador será ligado.

Pacote Mágico

Um pacote mágico trabalha em UDP(User Datagram Protocol). O UDP é um protocolo simples da Camada de transporte do conjunto de protocolos da internet.

Protocolos Internet

Protocolos Internet

Ele é encaminhado na rede via broadcast. E o que é broadcast? É uma forma de transmissão de dados onde todos os receptores recebem a mesma informação de forma simultânea. Os sinais de Rádio e da TV são exemplos comuns de broadcast. Então, já que o computador estará desligado no momento em que ele chegar, o sinal é enviado a todos os receptores. E como o computador saberá que ele deve ligar? Nesse pacote ele traz o endereço MAC do computador a ser ligado. O mesmo reconhece e liga.

Agora vamos continuar com a configuração. Depois que habilitamos a opção Wake on Lan na BIOS, vamos ter que configurar o nosso modem. Lembrando que, no caso de empresas que utilizam roteador, deve-se habilitar o broadcast, que geralmente é bloqueado para evitar ataques.

No nosso caso, que estamos utilizando um modem roteado e vamos ter que criar uma regra Port Forward.

Como configurar Port Forward?

A regra Port Forward vai encaminhar uma porta UDP para um especifico endereço IP/MAC. O roteador não reconhece esse endereço, claro, pois o computador estará desligado, assim ele encaminha o pacote por toda rede via broadcast.

Em primeiro lugar acesse o modem colocando login e senha. Depois encontre no menu lateral a opção Ferramentas e clique nela, depois selecione no sub-menu a opção Partilha de jogos e aplicações e depois escolha Atribuir jogo ou aplicação a um dispositivo de rede local. Na tela que apareceu,  na parte debaixo clique na opção Configurar novo jogo ou aplicação.

1_1587

A primeira coisa que devemos fazer nessa tela é atribuir um nome para nossa nova regra; podemos chamá-la de WakeOnLan. Depois marque a opção Entrada manual de mapeamento de portas, logo abaixo e clique em Avançar.

2_1587

Agora na parte Definição do jogo ou aplicação, na coluna Protocolo escolha UDP. Ao lado na opção Intervalo entre Portas
coloque 7 até 9. Depois faça a mesma coisa, mas agora escolhendo a opção TCP na coluna Protocolo.

3_1587

Ficando assim:

4_1587

Depois de ter feito isso, volte para Ferramentas, depois Partilha de jogos e aplicações e escolha novamente a opção Atribuir jogo ou aplicação a um dispositivo de rede local. Na coluna Jogo ou Aplicação, escolha a regra criada. E na coluna Dispositivo devemos selecionar o nome ou endereço IP do dispositivo para o qual vão ser reencaminhados os pedidos.

5_1587

Feito isso nos terminamos as configurações com modem. Agora vamos para outra parte muito importante.

Alteração da Entrada ARP

O ARP ou Address Resolution Protocol  é um protocolo usado para encontrar um endereço da camada de enlace(ver imagem acima quando falo sobre UDP) a partir do endereço da camada de rede.

O roteador muda o endereço ip dinamicamente por meio da tabela ARP, o que vai fazer com que o acesso ao computador desligado por meio do WOL não funcione. Alguns cometem o erro de somente atribuir um endereço IP estático ao computador que será “acordado”, pensando que isso vai resolver o problema. Mas eles se enganam pois a tabela ARP é limpada de X em X tempos. Ou seja, mesmo que você defina no roteador um IP estático para uma máquina, e mantenha sempre o mesmo IP para o PC em questão, o que normalmente acontece é que quando o PC está desligado, depois de alguns minutos, a tabela ARP, que associa o IP ao endereço MAC, é limpa e essa relação desaparece. O router, por sua vez, quando recebe um pacote direcionado a um endereço MAC específico (pacote mágico), não sabe qual é o IP que lhe corresponde e não consegue dar destino ao WoL.

Por isso muitos que não fazem as configurações abaixo só conseguem “acordar” o pc apenas alguns minutos depois de o desligar. Depois de passado algum tempo, não conseguem mais acesso. Então vamos alterar a entrada ARP para que isso não aconteça.

Digite na pesquisa no menu iniciar cmd e aperte Enter. Agora digite o comando “telnet 192.168.xxx.xxx O endereço IP em negrito é o endereço do seu roteador.

Caso esse comando não funcione, vá no menu iniciar e digite: optionalfeatures. Na janela que abrir marque a opção Cliente Telnet e Cliente TFP. Depois disso os comandos funcionarão.

Depois que ele se conectar com o seu roteador, pedirá  o login e a senha. Digite ip”(sem aspas) e depois digite “arplist” ou “arp show”. Assim ele mostrará os computadores e com seus respectivos ips e endereços MAC. Anote as informações do computador que será “acordado”

Atenção: Esse próximo passo deve ser feito de outro computador, ou seja, um computador que não seja o qual está sendo configurado para ser acordado. As letras representam onde deve ser mudado os IPS e MAC’s

Depois de anotada as informações, digite esse comando de outro computador conectado ao roteador via telnet do DOS.

“arpdelete” intf= “localnetwork” ip= “192.168.x.xxx” hwaddr= “xx:xx:xx:xx:xx:xx”

Esse comando permite apagar a entrada dinâmica. Em seguida digite esse comando para acrescentar a entrada estática(o ip estático que você colocar deve ser o mesmo que irá colocar manualmente na maquina):

arpadd intf=LocalNetwork ip=192.168.xxx.xxx hwaddr=xx:xx:xx:xx:xx:xx

Feito isso, só terá agora de configurar o IP manualmente na máquina que vai acordar.

Enviando um Pacote Mágico

Para isso vamos usar um software chamado WOL – Magic Packet Sender, disponível para download aqui. Também pode enviar o pacote por meio desse serviço online. Depois de instalado, abra o programa. Nele existem os seguintes campos:

WOL - Magic Packet Sender

  • Profile – Coloque um nome de perfil.
  • Hostname – Endereço de IP público do roteador, para saber o seu acesso o site omeuipcom. Em alguns casos, é necessário um IP Fixo para sempre se ter acesso a maquina, visto que os IP’s públicos mudam. Você pode contratar com sua operadora de internet um IP Fixo – no entanto, ele é muito caro. Uma solução para isso é configurar um serviço que recorre a sua maquina por meio de DNS. Um site que oferece esse tipo de serviço é o no-ip.com. Poderá pesquisar na internet como configurá-lo.
  • MAC Address – Endereço MAC da placa de rede do computador que será “acordado”. Uma forma simples de saber esse endereço é acessar o menu iniciar, digitar cmd e depois apertar Enter. Depois dentro do DOS digitar o comando ipconfig /all.
  • Protocol – Coloque UDP
  • Port – Coloque 9

Depois de feita as configurações é apertar no botão Send.

E assim conseguimos ligar a nossa máquina e acessá-la por meio de acesso remoto! Com certeza, não mais teremos que deixar a maquina ligada a semana ou o mês todo, porque estamos sempre acessando-a. O processo poder ser um pouco trabalhoso, mas vale a pena. Comentem o que acharam da dica, dúvidas, sugestão ou se encontraram algum erro. Ficaremos felizes com a sua participação!

<
  • Daniel H

    Meu modem/router é outro, então a parte de configuração do ARP não funciona, já que ele não permite acesso por telnet. Consegui configurar o port forward (o conceito é o mesmo, mas as telas são diferentes). Como configurar o ARP? Será que fazendo uma reserva de IP no router pra MAC address do computador resolveria?

    • Pedro

      E aí Daniel encontrou a solução?

  • Pingback: Sites de pesquisas: | scriptonlan()

  • Nuno

    razão porque esta solução na prática não funciona: IP fixo.

  • Eduardo Oliveira

    da pra configurar o port foward e cadastrar o ip da sua máquina no DMZ, no meu caso pra mim funciona pq meu IP não é fixo, mas eu trabalho na empresa que me fornece minha internet 8), então entro no mikrotik e vejo meu ip

  • Gustavo Arueira

    Consegui fazer funcionar +ou- pela Wan, acreditem, pelo Power Box GVT (o famoso modem capado). Não tem “DHCP List & Binding”, “ARP” e etc. óbvio. A única coisa que fiz de diferente foi criar um DMZ para o IP do PC.

    Como nem tudo são flores, pelo programinha Wake On Lan Monitor funciona numa boa. O problema é na hora de acordar o PC, só funciona imediatamente, se passar 10 seg. já era.

    Alguém sebe dizer o Porque?

    Att,

  • Gustavo Arueira

    Se tivesse outra forma de configurar o ARP… seria ótimo!

  • Wagner Mattarazo

    Felipe, apesar de complexa as configurações, foi uma boa dica realmente, mas o que eu queria era a dica de como configurar o meu roteador Link One L1-RW333, onde já estão configuradas na BIOS da minha mobo o recurso WOL. Existe vários aplicativos (apps) “Wake On Lan” para androids, é nesta parte que eu tenho interesse, se puder me mande um tutorial ou publique-o para todos, porque acho muito importante, já na nossa era, ter este recurso (WOL) através de um Smartphone, principalmente os que rodam Android.

  • Carlos Mendes

    eu vi alguns sites dizendo que o WOL não funciona em caso de queda de luz, que só funciona se o PC for desligado normalmente, saberia informar se isso procede?