ATI prepara ataque ao ponto forte da NVIDIA

06 Comentários

A ATI definitivamente acertou na sua geração HD 4000, o suficente para desbancar a NVIDIA, ainda não no domínio de mercado, mas no desempenho, tanto de vendas quanto na performance de suas potentes e baratas placas gráficas. Vista a significativa vitória da sua HD 4870 X2 sobre o modelo top de linha da NVIDIA, a GTX 280, a ATI planeja agora atacar sua maior rival em outro front. Desta vez é no mercado milionário das workstations, atualmente dominado quase que completamente pela companhia verde.

Considerado a “terra firme” da NVIDIA, o mercado das workstations é muito mais lucrativo que o mercado das placas de vídeo para jogos. A rival da ATI tem suas fontes de lucro 60% concentradas em suas Quadros e Teslas e cerca de apenas 15% em sua linha para jogos GeForce, só para se ter uma idéia da tamanha importância deste setor. Sem falar que a NVIDIA detém praticamente 2/3 das vendas de estações de trabalho ao redor do mundo.

Um dos modelos das workstations NVIDIA Quadro FX.

Um dos modelos das workstations NVIDIA Quadro FX.


O resto desse lucrativo mercado, é ocupado pela ATI e suas FireGLs, também consideradas workstations para computação pesada, porém, são opções baratas e não chegam muito perto das rivais Quadro e Tesla. Como neste mercado não se olha pelo desempenho ou custo, mas sim pela estabilidade dos drivers e a capacidade de renderização, a ATI acaba ficando para trás. Vale lembrar ainda que as workstations do Larrabee, chip da Intel que deverá competir neste mesmo mercado, chegarão no ano que vem, para conseguir uma fatia desse bolo.

Percebendo que o bicho vai pegar, a ATI quer preparar um ataque bem ousado, direto no ponto mais forte da rival, e tentar manter ou ampliar seu pedaço de mercado frente a NVIDIA e a Intel, que entra neste segmento na segunda metade de 2009. É bem simples: fechar contratos o mais rápido possível com fabricantes fortes, como as gigantes Dell e HP, para ajudar a turbinar e desenvolver suas atuais soluções de workstations.

FireGL, atual opção para workstations da ATI.

FireGL, atual opção para workstations da ATI.

No momento, a ATI trabalha duro em novas versões dos drivers de OpenGL e espera-se algum resultado referente até 2009-2010, para tornar suas baratas FireGLs em opções ainda mais poderosas (do que a dos rivais, quem sabe). Só esperamos que a número 2 no mercado de placas de vídeo não tire os pés do chão: se sua estratégia ousada (e cara!) for mal elaborada e desenvolvida, e acabar saindo no prejuízo, quem faz a festa é a sua maior rival.

Preparem-se! A clássica batalha NVIDIA x ATI vai esquentar.

Para quem não sabe, workstations é a designação dada a um sistema equipado com peças de extrema potência usadas para renderização de imagens e animação gráfica de filmes, como geração de efeitos especiais, por exemplo. De modo mais simples, são aquelas utilizadas para computação pesada que exige uma hardware de total estabilidade e performance. O que difere workstations de desktops comuns são, principalmente, suas arquiteturas e drivers.

Fonte: Fudzilla

sobre o autor
"Em 2001, ocorreu meu primeiro contato com a informática, ainda em um cursinho de informática no colégio. Mais tarde, ganhei meu primeiro computador, um Pentium III 700 MHz, 64 MB de RAM e Windows 98. Comecei a explorar de ponta a ponta tudo que aparecia na tela e aprendi coisas que, alguém da minha idade naquela época, não tinha a menor idéia. Após ter conseguido acessar a Internet pela primeira vez, em uma conexão discada, ficava apenas jogando aqueles games de sites infantis, que mais tarde descobri que não passavam de simples joguinhos feitos em Flash. A partir de 2005, comecei a me interessar por fóruns e me cadastrei em vários. Cheguei a ser moderador global e editor de um grande portal de e-Games, que hoje já está extinto. Tenho um bom conhecimento sobre jogos e GPUs e como passatempo, gosto de produzir notícias e análises sobre os mais variados temas."
  • Pingback: Guia do PC

  • Rafael C. S.

    O problema é que a concorrência também evolui:

    http://gizmodo.com.br/conteudo/nvidia-quadro-fx-5

    Usando Safari 3.1.2 Safari 3.1.2 em Windows Vista Windows Vista
    • http://www.guiadopc.com.br Mário Zunino

      Caramba, eu acreditava mais no Gizmodo, pareceu post de blog amador "Talvez consiga rodar Crysis..", todo mundo sabe que uma Quadro não consegue rodar Crysis nem no Medium….

      Usando Firefox 3.0.3 Firefox 3.0.3 em Windows Vista Windows Vista
    • http://www.guiadopc.com.br Artur Carsten

      Meu Deus, como é que um blog do tamanho do Gizmodo conseguiu liberar uma notícia dessas?! É praticamente impossível uma workstation rodar jogos, e não precisa ser nenhum guru pra entender porquê não.

      Sinceramente, Gizmodo perdeu credibilidade pra mim…

      Usando Firefox 3.0.3 Firefox 3.0.3 em Windows XP Windows XP
  • Rafael C. S.

    Bom, a Quadro eu não sei, mas se o MacBook Pro já consegue algo próximo disso com uma GeForce 8600M GT:

    http://br.youtube.com/watch?v=eXlejyKD1_Y

    Usando Safari 3.1.2 Safari 3.1.2 em Windows Vista Windows Vista
    • http://www.guiadopc.com.br Mário Zunino

      Rodar qualquer placa superior a uma 8600GT roda, não é só a do MaBook Pro, a questão é uma Quadro rodar, um site de renome internacional falar isso, é um tiro no pé.

      Usando Firefox 3.0.3 Firefox 3.0.3 em Windows Vista Windows Vista